O que é a nuvem híbrida?

O modelo de nuvem híbrida combina TI local (infraestrutura tradicional e nuvem privada) com recursos ou serviços externos de uma nuvem pública, como Google Cloud Platform (GCP), Amazon Web Services (AWS) e Microsoft Azure—ou em um provedor de serviços de nuvem (CSP).

A rigor, a nuvem híbrida é um serviço criado a partir da combinação de diferentes nuvens, que podem ser públicas e privadas, assim como CSPs. Em uma pilha de aplicações de três camadas, o serviço de apresentação pode residir em uma nuvem pública, o serviço de aplicações pode residir em uma nuvem privada gerenciada e o serviço de banco de dados pode residir no local.

Como a nuvem híbrida funciona

A chegada da computação em nuvem à TI corporativa trouxe muito mais do que um novo valor comercial e recursos para o usuário final. Foram criados termos totalmente novos para descrever os diversos tipos de armazenamento e transmissão de dados virtuais.

Arquitetura de nuvem tradicional

Primeiro, falamos sobre nuvens privadas, que são ambientes virtualizados construídos para que os usuários de uma empresa possam acessar, on-demand, servidores e outros recursos necessários ao suporte dos workloads dessa empresa, sem compartilhar esses recursos fora da organização. Geralmente, mas nem sempre, uma infraestrutura de nuvem privada como essa é criada utilizando recursos dentro do data center local da empresa. Com o passar do tempo, ouvimos sobre as nuvens públicas, ou nuvens que são acessadas e consumidas publicamente. Isso significa que todos os recursos de armazenamento, computação e rede baseados em hardware pertencem e são gerenciados por um provedor terceirizado, como a Amazon Web Services (AWS), o Microsoft Azure e a Google Cloud Platform (GCP). Embora os workloads sejam particionados para maior segurança dos dados, esses recursos são compartilhados pelos clientes de um determinado provedor de nuvem pública. A grande vantagem das nuvens públicas era não precisar gerenciar os recursos e aproveitar uma maior agilidade do que a observada em um ambiente local.

Definição da nuvem híbrida moderna

Agora, com dois tipos de nuvens, naturalmente precisaríamos de terminologia para descrever a transmissão de aplicações e dados entre nuvens públicas e privadas. Essa arquitetura é o que chamamos de nuvem híbrida. Como uma espécie de rodovia criptografada, a nuvem híbrida permite que os operadores realizem uma única tarefa utilizando recursos de duas nuvens distintas. No entanto, é importante lembrar que a maioria dos ambientes de nuvem híbrida utiliza duas nuvens privadas separadas. O mais importante é saber que o híbrido combina os recursos de duas nuvens diferentes ou uma mistura de ambas. Imagine um diagrama de Venn, atribuindo uma nuvem privada local à esquerda e uma nuvem privada hospedada à direita. A nuvem híbrida seria a soma das duas partes. O espaço sobreposto no meio representa a camada híbrida.

true

Esse meio termo entre as nuvens constitui uma ponte essencial para a transmissão de dados. Ele permite que as empresas utilizem os recursos da nuvem sem comprometer a produtividade ou a segurança.

Vantagens da arquitetura de nuvem híbrida

Vantagem da nuvem híbrida: flexibilidade e agilidade

Flexibilidade e agilidade

O maior benefício de uma nuvem híbrida bem projetada é o aumento da agilidade dos negócios. Você tem acesso imediato a recursos para oferecer suporte a novas aplicações, ajustar projetos de desenvolvimento e teste ou atender rapidamente a necessidades imprevistas. Em um mundo ideal, os workloads poderiam ser movidos rapidamente entre locais físicos e a nuvem, além de aproveitar recursos de vários locais. (Infelizmente, diferenças de APIs e arquiteturas entre provedores de nuvem distintos tornam esse objetivo difícil de se alcançar).

Elasticidade

Diversos setores sofrem grandes variações na demanda de recursos. Um exemplo claro é o varejo, cuja atividade aumenta antes das festas de fim de ano. O modelo híbrido de nuvem permite que você atenda às necessidades de recursos de forma flexível. Na mesma linha, várias aplicações individuais apresentam grandes variações na demanda de recursos. Essas aplicações precisam ser executadas em um ambiente onde possam acessar recursos quando forem necessários e liberá-los quando não forem, reduzindo as despesas gerais.

Vantagem da nuvem híbrida: elasticidade
Vantagem da nuvem híbrida: autoatendimento

Autoatendimento

Uma nuvem híbrida bem projetada permite que usuários da TI—como desenvolvedores e gerentes das áreas de negócio—tenham acesso à infraestrutura e a serviços de TI por meio de um portal de autoatendimento. Não só esse acesso é concedido, como também a sobrecarga da TI é reduzida, pois ela não precisa mais operar como intermediária.

Entrega mais rápida de novos produtos e serviços

A nuvem híbrida pode ajudar a oferecer novos produtos e serviços de forma mais rápida, eliminando os obstáculos que atrasam suas equipes de negócios e de desenvolvimento. Fica muito mais fácil criar e implementar novos serviços digitais. Os desenvolvedores e os engenheiros conseguem acessar melhor os recursos necessários quando precisam.

Vantagem da nuvem híbrida: mais rapidez na entrega de novos produtos e serviços
Vantagem da nuvem híbrida: controle de custos

Controle de custos

O modelo de nuvem híbrida permite que você execute todas as aplicações do modo mais eficiente possível, adotando um modelo de pagamento conforme o uso que reduz seus investimentos de capital em infraestrutura e data centers. Projetar data centers para acomodar cargas máximas apenas para ter a infraestrutura ociosa a maior parte do tempo é uma escolha ruim, se podemos adicionar recursos de nuvem quando necessário para suportar períodos de pico.

Evite o aprisionamento tecnológico

Se você adotar um modelo cloud-only, é quase impossível evitar o aprisionamento tecnológico com um ou dois provedores de nuvem. Tirar seus dados da nuvem pode se mostrar economicamente inviável, portanto, é preciso cuidado antes de mover os dados dos data centers para a nuvem.

Vantagem da nuvem híbrida: evita o aprisionamento tecnológico
Vantagem da nuvem híbrida: acesso às tecnologias mais modernas

Acesso às tecnologias mais modernas

No atual ambiente de negócios, tão competitivo, as empresas não podem se dar ao luxo de não ter acesso imediato a tecnologias capazes de proporcionar uma vantagem comercial. Um exemplo disso é a IA. As grandes nuvens públicas estão inovando rapidamente e oferecendo serviços concorrentes. O modelo de nuvem híbrida oferece flexibilidade para você usar a melhor tecnologia para aproveitar oportunidades.

A diferença entre os modelos de nuvem híbrida e multicloud

E quanto aos ambientes que utilizam infraestruturas de nuvem pública e privada, cujos dados podem ou não ser compartilhados entre eles? Como categorizar esse cenário?

O termo associado a essa nova arquitetura de nuvem híbrida é “ambiente multicloud”. Esse tipo de ambiente de nuvem difere do híbrido, pois sugere a presença e o uso de várias nuvens sem a interoperabilidade garantida entre elas. Essa nova arquitetura vem sendo cada vez mais utilizada, pois oferece acesso a vários modelos de serviço dentro da nuvem.

Um equívoco comum ao comparar infraestruturas híbridas e multicloud é achar que uma exclui a outra. A definição literal de ambiente multicloud (de múltiplas nuvens) sugere que um modelo de nuvem híbrida é também, de fato, um modelo multicloud. No entanto, o inverso nem sempre é verdade. Uma configuração multicloud pode ser hibridizada, mas também pode existir sem nuvens individuais que conversem entre si.

A razão mais óbvia para essa abordagem em silos é a segurança dos dados. Apesar de contarem com criptografia de dados e outros recursos de prevenção de ameaças, os operadores de nuvem ainda temem a exposição aos riscos associados à movimentação de dados entre as nuvens. Porém, isso não significa que não precisarão usar várias nuvens ao mesmo tempo. Empresas do setor público e privado são cada vez mais incentivadas a gerenciarem seus workloads em vários provedores de nuvem diferentes. Nesses casos, as nuvens executam várias tarefas. As nuvens não compartilham dados ou poder computacional para um único uso, como no caso do ambiente híbrido. Além da segurança, várias empresas literalmente tropeçam em um ambiente multicloud, pois não têm uma justificativa comercial para compartilhar apps ou dados entre nuvens.

Protegendo as nuvens

Em um recente relatório de analistas sobre liderança em estratégia de nuvem, vários especialistas do setor concluíram que a postura de segurança dos principais provedores de nuvem é tão boa, se não melhor, que a da maioria dos data centers corporativos. A segurança não deve mais ser vista como uma grande barreira para a adoção de serviços de nuvem pública. No entanto, não se trata apenas de mover workloads locais para a nuvem. As equipes de segurança devem buscar aproveitar a infraestrutura programática de IaaS da nuvem pública. Ao automatizar o máximo de processos possível, o risco de erro humano, que geralmente é responsável pelo sucesso dos ataques cibernéticos, é eliminado. O monitoramento dos controles de segurança deve ser automatizado e programado para garantir total conformidade com a nuvem.

Embora uma estratégia híbrida e multicloud ofereça vários benefícios, ela cria um risco real de fragmentação dos dados da sua empresa. Devido à falta de visibilidade, pode ser muito difícil identificar e rastrear os recursos de dados, saber onde estão localizados e se estão devidamente protegidos. Relatos de dados deixados sem proteção nas nuvens públicas reforçam as preocupações das empresas com o armazenamento de seus dados críticos. Em muitos casos, esses dados acabaram expostos simplesmente porque os operadores não estavam familiarizados com os modelos de segurança e as ferramentas de uma determinada nuvem. Para garantir que você tenha a visibilidade e segurança adequadas em suas nuvens—públicas e privadas—implemente um modelo "security-first" que ofereça monitoramento contínuo e gerenciamento dos riscos e ameaças à segurança das nuvens. Este modelo se aproveitará de ferramentas inovadoras e automação para detectar ameaças à segurança em tempo real, adotar as medidas adequadas e analisar os resultados de segurança e conformidade. Avalie e adicione ferramentas para monitoramento contínuo da segurança e da governança da nuvem, realizando verificações automáticas e regulares de integridade. E entenda que no mundo da nuvem, segurança é uma “responsabilidade compartilhada" entre o usuário e o provedor de nuvem.

Por que devo escolher uma nuvem híbrida?

Muitos elementos apontam para a nuvem híbrida como o modelo preferido para empresas. De acordo com o relatório “State of the Cloud” de 2017, da RightScale, a nuvem híbrida é a estratégia empresarial predileta; 85% das empresas têm uma estratégia multicloud em vigor, ante 82% em 2016.

O crescimento da nuvem híbrida

Regionalmente, as Américas relataram maior uso de nuvens híbridas, hoje (22%) e dentro de 12 meses (31%). No entanto, a perspectiva para dois anos aponta a EMEA (43%) superando os planos híbridos das Américas (39%) e APJ (39%) recuperando terreno.

Mais usuários de nuvem híbrida relataram que todas as suas necessidades estavam sendo atendidas (49%) em contraste com os que utilizam apenas uma nuvem pública (37%).

A nuvem híbrida está se tornando mais popular?

Apesar da relutância inicial, os principais fornecedores de IaaS adotaram a integração de sua infraestrutura de nuvem pública com os recursos locais dos clientes nos últimos anos. Eles estão criando ferramentas que funcionam nesses ambientes e firmando parcerias com empresas fortemente ligadas a data centers corporativos.

Como criar uma estratégia para a nuvem híbrida

Sua empresa precisa de um sistema operacional em nuvem que ofereça a capacidade de monitorar, gerenciar e orquestrar em todos os ambientes utilizando um único conjunto de ferramentas. A maioria das abordagens de nuvem híbrida é baseada na estratégia de tentar encontrar a melhor forma de fazer com que todas as partes distintas—infraestrutura legada em seus data centers, nuvens públicas e provedores de serviços de nuvem—funcionem juntas. Com base na realidade do ambiente de nuvem atual, essa é a abordagem com maior probabilidade de sucesso:

  1. Escolha uma única estrutura—um “sistema operacional em nuvem”—que permita gerenciar workloads no local e na nuvem.
  2. Modernize seus ambientes locais de acordo com essa estrutura.
  3. Escolha apenas nuvens públicas e CSPs compatíveis com essa estrutura.

A nuvem privada funciona como base da estratégia de nuvem híbrida. O núcleo ideal dessa base de nuvem privada é uma infraestrutura hiperconvergente. A eficácia dessa abordagem está contribuindo para que mais de 70% das empresas hoje estejam migrando seus workloads de volta para o local.

A Nutanix oferece o caminho mais rápido para um
ambiente híbrido

Nessa era de inovação digital, muitas empresas devem operar suas aplicações e dados em um ambiente híbrido, incluindo nuvens privadas locais e nuvens públicas. Isso não precisa ser difícil. Existem muitos desafios na expansão de uma nuvem privada para a nuvem pública, incluindo a necessidade de gerenciar redes complexas, rearquitetar aplicações, gerenciar diversas ferramentas de infraestrutura em várias nuvens, segurança, entre outros. Há uma grande demanda por uma plataforma única que comporte nuvens privadas, distribuídas e públicas, para que os operadores possam gerenciar suas aplicações novas e tradicionais utilizando uma plataforma de nuvem consistente.

A Nutanix oferece a primeira plataforma multicloud híbrida do setor com a flexibilidade, a simplicidade e a economia necessárias para executar aplicações em nuvens privadas ou em várias nuvens públicas. A Nutanix estende a simplicidade e a facilidade de uso de seu software de infraestrutura hiperconvergente (HCI), assim como a pilha completa da Nutanix, para nuvens públicas como a AWS e, em breve, o Azure. Utilizando a mesma plataforma em nuvens privadas e públicas, a Nutanix reduz drasticamente a complexidade operacional ao migrar, estender ou expandir suas aplicações e dados entre nuvens. Os operadores podem usar um plano único de gerenciamento para administrar sua infraestrutura de nuvem privada e pública, gerenciada e operada como uma só nuvem.

Como começar a aproveitar

Construa suas nuvens do seu jeito em poucos cliques. Conclua todas as suas tarefas de TI instantaneamente em uma plataforma de nuvem unificada com a Nutanix. Visite www.nutanix/one-platform e faça um test drive hoje mesmo!

Recursos relacionados

Artigo: O mito da nuvem híbrida

O mito da nuvem híbrida

As 10 perguntas mais frequentes sobre gerenciamento de nuvem respondidas

As 10 perguntas mais frequentes sobre gerenciamento de nuvem respondidas

Projetando e criando uma nuvem híbrida

Projetando e criando uma nuvem híbrida

Leitura rápida sobre nuvem híbrida

Nearly Unanimous: Hybrid Cloud is the Future of IT

Praticamente unânime: a nuvem híbrida é o futuro da TI

Hybrid Cloud vs Multi-Cloud: What’s the Difference?

Nuvem híbrida x Multicloud: qual é a diferença?

Introdução à infraestrutura hiperconvergente (HCI)

Vamos começar!

Agende uma demonstração personalizada com um consultor de soluções e veja como o Nutanix Enterprise Cloud pode transformar seu negócio.