O que é armazenamento de objetos?

Também chamado de armazenamento baseado em objetos, o armazenamento de objetos difere de outras arquiteturas de armazenamento de dados de computador porque permite gerenciar objetos, em vez de sistemas de arquivos ou blocos de dados. Um “objeto” inclui os próprios dados, alguns metadados e um identificador exclusivo. Esses dados podem ser acessados instantaneamente através de APIs ou http/https. Dessa forma, o armazenamento de objetos protege os dados. Esses dados também podem ser replicados para vários data centers, se necessário.

Armazenamento de objetos

Há várias formas de implementar o armazenamento de objetos: no nível do dispositivo, no nível do sistema e no nível da interface. Independentemente do nível, os sistemas de armazenamento de objetos podem reter grandes volumes de dados não estruturados, que representam a maior parte dos dados no mundo.

No geral, o armazenamento de objetos é frequentemente usado para ajudar os desenvolvedores de aplicações, que precisam lidar com a mídia criada pelos usuários. Uma vez que o armazenamento de objetos pode lidar com um número ilimitado de arquivos de mídia e pode expandir além do multi-petabyte, os desenvolvedores e administradores de TI o consideram muito útil para o armazenamento:
  • Dados não estruturados, como fotos, músicas, vídeos etc.
  • Arquivos de backup, arquivos de banco de dados e arquivos de log
  • Grandes conjuntos de dados 
  • Arquivos de arquivamento
  • Arquivos de colaboração online, como o Dropbox
  • Entre outros casos de uso.
Armazenamento de objetos
Armazenamento de objetos
Sem contar que o armazenamento de objetos também existe na nuvem. Abaixo temos alguns provedores populares de armazenamento de objetos baseados em nuvem:
  • Amazon S3
  • Rackspace Cloud Files
  • Microsoft Azure Blob Storage
  • Google Cloud Storage

Armazenamento de arquivos x Armazenamento em bloco x Armazenamento de objetos

Para entender o armazenamento de objetos e arquiteturas de armazenamento semelhantes, é importante observar primeiro a solução de armazenamento básica: armazenamento de arquivos. O armazenamento baseado em arquivos, assim como a maioria de seus predecessores, é simples, mas limitado. Os arquivos são nomeados, marcados com metadados e organizados em pastas. O processo de nomenclatura é o que torna a navegação relativamente simples. Como muitas empresas exigem acesso centralizado aos arquivos, o armazenamento de arquivos se torna uma opção viável para diretório de usuários, compartilhamentos de departamento e outros compartilhamentos onde é necessário a navegação de arquivos em um diretório.
 
O armazenamento de arquivos também oferece um sistema hierárquico que, com pequenos volumes de dados, funciona perfeitamente bem. Tecnicamente, você pode criar e armazenar um número ilimitado de arquivos, porém, é muito mais difícil encontrá-los depois. Pesquisar em infinitas pastas cheias de arquivos não é nada escalonável ou eficiente.
Os riscos de não se implementar um plano de recuperação de desastres
Com essa grande limitação em mente, é hora de avançar para a próxima camada de armazenamento: armazenamento em bloco. Geralmente usado em arquiteturas SAN, o armazenamento em bloco gerencia um volume bruto de armazenamento denominado "bloco", que consiste em arquivos que foram divididos em segmentos de dados de tamanho igual. A partir daí, um sistema operacional gerencia esses volumes e os utiliza como discos rígidos individuais, permitindo que as empresas usem ferramentas de terceiros para gerenciar e fazer backup dos dados.

O armazenamento em bloco geralmente apresenta um desempenho melhor que o armazenamento de arquivos, pois as aplicações acessam diretamente os dados armazenados em volumes, compostos por conjuntos de blocos no disco. Isso elimina a sobrecarga dos sistemas de arquivos e gerenciamento. Ao contrário das arquiteturas de armazenamento de arquivos, os bancos de dados ou sistemas operacionais que acessam os volumes determinam a estratégia de gerenciamento do armazenamento, alocando armazenamento para diferentes aplicações, determinando para onde os dados vão e monitorando permissões e controle de acesso.

Comparado às duas arquiteturas, o armazenamento de objetos é muito mais adequado para volumes de dados cada vez maiores. É muito mais fácil encontrar um conjunto de dados específico em uma arquitetura de armazenamento de objetos. Como cada objeto tem seu próprio identificador exclusivo, você não precisa pesquisar um arquivo manualmente em um diretório. E com a expansão dos dados, as empresas geralmente optam pelo armazenamento de objetos devido ao melhor gerenciamento em grande escala e baixo custo de armazenamento. Embora as arquiteturas de armazenamento de arquivo e bloco possam ser expandidas, sua versatilidade e simplicidade diminuem à medida que os dados ultrapassam a marca do multi-petabyte.

Benefícios do armazenamento de objetos

Humanos e máquinas são responsáveis por gerar grandes volumes de dados e, embora alguns sejam estruturados, a grande maioria não é. E como os dados não estruturados são difíceis de gerenciar e armazenar, as empresas estão recorrendo a soluções de armazenamento de objetos para atender aos desafios exclusivos deste tipo de dados. Além disso, o armazenamento de objetos oferece:

Facilidade para realizar pesquisas:

Na arquitetura de armazenamento de objetos, os metadados residem no próprio objeto. Isso significa que os administradores de TI não precisam criar bancos de dados para combinar metadados e objetos. Sem contar que os metadados personalizados podem ser criados, alterados e adicionados ao longo do tempo. E o mais importante, com metadados personalizados fica muito mais simples de se navegar e pesquisar no armazenamento de objetos, ao contrário de seu antecessor, o armazenamento de arquivos. 

Escalabilidade ilimitada:

Talvez a vantagem mais óbvia do armazenamento de objetos seja a capacidade de expansão ilimitada. As empresas podem adicionar nós conforme necessário e dimensionar horizontalmente. Como os metadados permanecem com os objetos, o sistema é “plano”, o que permite um dimensionamento praticamente ilimitado quando comparado aos métodos de armazenamento tradicionais.

Eficiência econômica:

Com relação a escalabilidade, as empresas que geram grandes volumes de dados precisam de um sistema alinhado com seu orçamento. Devido à facilidade de expansão do armazenamento de objetos, é muito mais econômico armazenar dados em um ambiente sem limitações de volume e de pesquisa.

Melhor resiliência:

O armazenamento de objetos oferece recuperação de desastres rápida e confiável para arquivos de objeto. Isso é possível pois, quando um objeto é criado, ele copia automaticamente para 1 ou mais nós. Caso ocorra um desastre, as empresas têm a certeza de que seus dados não serão perdidos.

Por que as empresas escolhem o armazenamento de objetos?

Estima-se que 80% de todos os dados gerados não sejam estruturados, embora essa porcentagem possa ser baixa. A IDC estima que até 2025 teremos 5 vezes mais dados do que temos agora.

Empresas de todos os tamanhos devem lidar com enormes volumes de dados em constante crescimento e, como o crescimento — principalmente dos dados não estruturados — pode ser imprevisível, a solução de armazenamento que você escolher precisa oferecer escalonamento rápido e fácil, sob demanda. Com o armazenamento de objetos, além de estarem bem equipadas para armazenar seus dados, as empresas também podem gerenciar e pesquisar melhor, bem como utilizá-lo para obter melhores insights. 

Em comparação com seus precursores, armazenamento de arquivos e blocos, o armazenamento de objetos não é limitado por uma organização hierárquica. Em vez disso, os dados são organizados horizontalmente, oferecendo acesso mais simples e disponível do que outras arquiteturas de armazenamento. Além disso, esse ambiente simples é muito mais personalizável — por número, atributo, entre outros.

Recursos relacionados

Redescubra o armazenamento baseado em objetos em uma era multicloud

Rearquitetando o armazenamento não estruturado

Nutanix Objects

Resolvendo os problemas de gerenciamento de dados não estruturados

Repensando o armazenamento para um mundo centrado em dados

As principais considerações sobre armazenamento para dados não estruturados

Descubra mais sobre automação de nuvem

Vamos começar!

Agende uma demonstração personalizada com um consultor de soluções e veja como o Nutanix Enterprise Cloud pode transformar seu negócio.